Congelamento de Sêmen e Inseminação Artificial


ninhada2.jpg

A médica veterinária Mariana Neuls, com fellowship  em reprodução canina em Ohio, Estados Unidos, é diretora do Banco Internacional de Sêmen Canino do Brasil, única franquia no país do International Canine Semen Bank™ (http://www.ik9sb.com).


Bastante comum entre criadores, o congelamento de sêmen serve para perpetuar e aperfeiçoar raças. A coleta do sêmen do cachorro é um procedimento indolor. Depois da coleta, o material é processado e, então, acondicionado em botijão de nitrogênio, seguindo para o armazenamento no banco de sêmen. Pode ser guardado infinitamente sem perder a qualidade.


A Fertivida coleta, armazena e usa o sêmen para o criador. Não é realizada a comercialização ou mesmo informação sobre os materiais para terceiros. Trata-se de um serviço exclusivo para o proprietário do cão.


INSEMINAÇÃO ARTIFICIAL


A inseminação artificial deve ser feita em animais clinicamente saudáveis, com vacinação e vermifugação em dia.


Trata-se de um processo simples, sem complicações, com um custo acessível. Além disso, proporciona tranquilidade para o tutor, porque ele sai da clínica com a provável data do parto estipulada. Desse modo, pode se programar para o nascimento dos filhotes durante suas férias, por exemplo, quando terá mais condições de atender à ninhada.


Pelo método de inseminação vaginal com sêmen fresco, as chances de fertilização são de 80%. É feita a coleta manual do sêmen do macho e a imediata colocação no aparelho reprodutivo da fêmea. Esta técnica é indicada em animais que têm diferente estatura; animais com problemas de comportamento (agressividade); inexperiência dos parceiros; fêmeas que não aceitam os machos; cães machos já idosos em que se evita a monta para não colocar em risco a saúde do animal e em raças sem aptidão física para a monta natural. A inseminação artificial é mais utilizada nas raças Bulldog Inglês, Bulldog Francês e Pug.


Antes do processo, são feitos de três a quatro exames de sangue durante o cio da cadela para descobrir o dia da ovulação e marcar a data da inseminação artificial.


 A inseminação vaginal pode ser feita com sêmen fresco ou resfriado. O sêmen resfriado é indicado para os casos em que a fêmea e o macho se encontram em cidades distintas, evitando o estresse com viagens. São feitos exames para saber o momento da ovulação e só então é solicitado o envio do sêmen do macho. A inseminação é feita em até 48 horas após a ovulação, com chances de que a cadela engravide em torno de 75%.


Além da inseminação vaginal, pode-se fazer inseminação cirúrgica. Ela é realizada tanto com sêmen fresco, resfriado ou congelado. Esta técnica será indicada para cadelas com problemas para engravidar. Suas chances de gestação positiva com sêmen fresco ficam em torno de 93%. 


Nos casos em que é usado sêmen congelado, a inseminação obrigatoriamente será cirúrgica. As taxas com o uso de sêmen congelado ficam em torno de 80%.

O sêmen congelado é uma técnica muito utilizada por criadores, para armazenar material genético de grandes campeões. Alguns tutores também recorrem à técnica para, no futuro, ter filhotes de seu cão de estimação.